Como funciona a vistoria de veículos no Detran SP

Entenda o passo a passo e quais são os procedimentos da vistoria veículos Detran SP

As pessoas que têm um veículo no Estado de São Paulo precisam manter a sua vistoria veicular em dia, principalmente se elas quiserem fazer a sua transferência de veículo.

O órgão que faz essa vistoria é o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran SP) e server para qualquer forma de locomoção que com motor que seja vendida.

Sem a realização e a aprovação na vistoria, essa transferência será irregular e o veículo pode ser considerado “não vendido”, ou seja, é como se a transação com a pessoa que o comprou não tivesse validade.


Passo a passo transferência de veículos do Detran SP

A transferência de veículo é o procedimento necessário para fazer uma venda. Por exemplo: o cidadão que tem um automóvel e vai vende-lo precisa, posteriormente, ir ao Detran de SP com o seu comprador e realizar a transferência. Isso é para sinalizar ao órgão quem passa a responder pelo veículo.

Infelizmente, uma quantidade expressiva de pessoas deixa a transferência veicular em segundo plano, o que faz com que as multas sejam mandadas para o ex-dono. Por causa disso, o órgão continua considerando que aquela pessoa continua com a posse.

Para fazer a transferência de veículo, o custo fica entre R$ 285,27 e R$ 197,89, dependendo da realização prévia do licenciamento.

Já a documentação consiste em comprovante de residência, CNH ou RG, vistoria do Detran SP, CPF e Certificado de Registro do Veículo (CRV).

Como funciona a vistoria de veículos no Detran SP


Por que é necessário fazer vistoria para transferência de veiculo no Detran SP?

Para começar, não é possível fazer uma venda regularizada sem a vistoria veicular e ela só pode ser feita pelo Detran SP.

O objetivo dela é assegurar que quem está comprando o veículo saiba exatamente como ele está: isso evita que alguém adquira um Gol, por exemplo, sem saber que ele está com problemas no motor ou que ele está lançando mais poluentes do que a legislação aceita.

Cabe ressaltar que essa transferência é a mesma solicitada quando o veículo foi fabricado há mais de cinco anos.


Só o proprietário pode levar seu veículo para a vistoria no Detran SP?

Até recentemente, somente o dono era aceito durante a vistoria veicular.

Contudo, tornou-se possível que terceiros levem o veículo, mas é obrigatório que eles tenham o certificado de registro ou o licenciamento.

É indicado que a pessoa que leva o veículo para ser revisado também leve um documento pessoal, preferencialmente a sua CNH.

Esse tipo de permissão pode fazer com que mais proprietários vistoriem o seu veículo, já que muitas justificavam a não realização desse trâmite com a sua rotina “apertada”, o que impedia ir até o Detran SP.


Onde fazer a vistoria Detran SP

Quem precisa fazer a vistoria veicular tem de contatar o Detran SP, seja pessoalmente ou no https://www.detran.sp.gov.br/.

É dessa forma que o órgão vai orientar o proprietário com relação aos lugares credenciados que fazem a vistoria.

Há diversas oficinas mecânicas que fazem marketing dizendo que realizam vistoria veicular.

Porém, é muito importante contatar o Detran SP antes de escolher uma delas, inclusive porque esse trâmite tem um custo razoável, como já mencionado.

São três os tipos de informação que o laudo precisa confirmar: se o documento do veículo é regular (se a documentação foi feita e se ela é falsificada), se a pessoa que tenta vender o veículo é a sua proprietária legal e como está a condição de uso.

Tudo isso é para dar garantia ao comprador de que ele não está sofrendo um golpe e algumas das coisas avaliadas com relação à condição de uso são problemas no câmbio, nos vidros e no motor, além de chassis modificados e de avarias de pintura.


O que o Detran SP fiscaliza na vistoria de veículos?

A vistoria veicular do Detran SP confirmará se aquele veículo está em condições reais de ser guiado e se a documentação é verdadeira.

Dessa forma, quem marca uma vistoria deve levar o licenciamento original e é recomendado ir a uma oficina antes para que uma revisão geral seja feita: isso pode evitar uma reprovação e a necessidade de pagar pela segunda vistoria.


Laudo de vistoria veicular para transferência no Detran SP

O laudo é feito rapidamente por quem faz a vistoria do Detran, e ele é válido por até dois meses, ou seja, quem não concretizar a transferência do veículo nesse tempo vai ter de realizar outra vistoria.

Esse prazo, porém, é exclusivo para os veículos que foram aprovados: se houver problemas e a vistoria não os aprovar, esse tempo passa para um mês.

Como funciona a vistoria de veículos no Detran SP


O que acontece se o veículo não passar na vistoria do Detran SP?

Quando o veículo é reprovado, o laudo vai explicar qual é a inconveniência dele para que o proprietário a resolva.

Pode ser a falta de um documento, pode ser vidro trincado, vazamentos, etc.

O indivíduo só poderá fazer a transferência deste se solucionar o defeito e for aprovado na segunda vistoria.

Links Patrocinados

DetranBR

O DetranBR é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com os Detrans. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o os serviços oferecidos pelo órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *