Quem pode tirar CNH categoria D

Veja as especificações sobre a cnh categoria d e saiba quais veículos podem ser conduzidos

A categoria D da habilitação é fundamental para as pessoas que querem trabalhar com transporte de pessoas.

Por isso, as empresas de ônibus, por exemplo, requisitam que os seus motoristas tenham essa categoria na Carteira Nacional de Habilitação, servindo tanto para veículos urbanos quanto para transporte turístico.

Além do ônibus comum, esse tipo de habilitado também pode conduzir micro-ônibus.

Normalmente, as vans escolares também são incluídas dentre os veículos que essas pessoas podem dirigir, além dos que estão na B e na C.

Dessa forma, a pessoa que tem a categoria D também pode conduzir caminhonetes, já que esse é um veículo que exige categoria C.

Destaca-se que obrigatório que o ônibus tenha, ao menos 9 lugares, compreendendo o condutor.


Quem pode tirar carteira de habilitação categoria D?

Não se pode ter a primeira carteira de habilitação já na categoria D: ela tem de ser acrescentada depois que o indivíduo já tem a CNH.

É exigido pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) que essas pessoas já tenham a habilitação D há um ano ou a habilitação B há dois anos.

Também é obrigatório ter 21 anos ou idade superior e, no ano dessa inclusão de categoria, não ter nenhuma ocorrência gravíssima ou grave, o que significa que a pessoa não pode ter sido multada.

Quem pode tirar CNH categoria D


Como tirar a CNH categoria D?

O melhor modo para que a categoria D seja colocada na habilitação é fazer um agendamento com o DETRAN do Estado.

Para isso, as pessoas podem usar o site dele, buscando por seções como “Troca de categoria” ou outras parecidas.

Também será preciso realizar os exames psicotécnicos e físicos, que costumam custar entre os R$ 70,00 e os R$ 60,00, unitariamente.

Além da documentação, o motorista deverá selecionar um Centro de Formação de Condutores, já que ele precisará de aulas teóricas e práticas referentes ao transporte de passageiro.

A partir desse passo, o restante será bem semelhante à primeira habilitação: haverá provas, inclusive com presença do funcionário do DETRAN, e será necessário determinado aproveitamento.

Se a pessoa quiser, pode procurar primeiro o Centro de Formação de Condutores em vez do DETRAN.

Assim, o CFC toma conta do trâmite, orientando o motorista com relação a como solicitar os documentos e outros.


Como são os exames médicos para tirar habilitação categoria D?

Os exames psicotécnicos servem para analisar qual é o tipo de resposta que o motorista tem em determinadas situações que precisem de atenção ou que sejam estressantes, como é o caso do trânsito.

Os examinadores costumam fazer alguns tipos de testes psicológicos e o intuito é determinar se aquele cidadão tem a devida maturidade para lidar com os demais motoristas, sem ter atitudes violentas.

No caso do exame médico, o que se procura determinar é o reflexo do motorista, se ele enxerga como é necessário e outros pontos.

Destaca-se que pessoas que têm baixa visão ou problemas neurológicos que ocasionem desmaios, além de tonturas frequentes, podem não ser autorizados a dirigir, ainda mais quando é a categoria D, que transporte outros indivíduos.

Existem certas documentações que o motorista precisará pedir ao Departamento Estadual de Trânsito, tais como o LADV, que também será exigido na hora em que se fizer as aulas.


Taxa para tirar CNH categoria D

É possível que as unidades estaduais do DETRAN tenham tabela de preço diferente para quem quer emitir CNH D.

Para a junção dos exames psicotécnicos com os físicos destinados a quem vai trabalhar com o veículo, o custo pode ser de R$ 268,00.

Se for apenas o exame médico e sem a existência de atividade remunerada, esse valor passa para R$ 142,00.

Para os casos em que o condutor necessita de curso de atualização, será adicionado R$ 41,60. Se o indivíduo não for aprovado em qualquer uma das provas, ele terá de fazer o chamado reteste, que pode custar R$ 35,66.

Além de tudo, o Departamento Estadual de Trânsito também tem a sua própria taxa, que pode ser de R$ 178,28, aproximadamente, além da taxa de Correios para o caso de o indivíduo preferir receber a CNH dessa forma: geralmente, ela corresponde a mais R$ 11,00.

Quem pode tirar CNH categoria D


Cuidados ao tirar a habilitação categoria D

Os motoristas que requisitam a CNH D precisam fazer uma pesquisa abrangente de autoescolas, tendo a certeza de que a escolhida é reconhecida pelo DETRAN.

Uma das formas de fazer isso é procurar por indivíduos que já fizeram sua carteira de motorista naquele mesmo local e perguntando que tipo de problemas ocorreram.

É fundamental também ter atenção com as clínicas nas quais os exames psicotécnicos e físicos são feitos.

É comum que o DETRAN permita que o condutor selecione por conta algum lugar para esses exames, inclusive devido à variação de preço.

Porém, vale a pena perguntar ao órgão ou ao CFC se existe alguma indicação de clínica, já que seus exames têm de ser reconhecidos.

Veja mais informações sobre outros tipos de categorias de CNH:

Links Patrocinados

DetranBR

O DetranBR é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com os Detrans. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o os serviços oferecidos pelo órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *