Quem pode tirar CNH categoria E

Veja quem pode tirar cnh categoria e; confira também os exames e documentos necessários

A Carteira Nacional de Habilitação na categoria E é indispensável para quem vai trabalhar com os chamados veículos acoplados, inclusive com os semirreboques.

Sendo assim, ela é exigida quando determinados motoristas são contratados, como os de seguro auto: para que eles possam fazer o socorro automotivo e rebocar o veículo, eles deverão ter CNH E.

Cabe dizer também que essa habilitação também servirá para os veículos entre as categorias B e D.

Por causa disso, aqueles que têm carteira de motorista E são alguns dos que podem dirigir mais tipos de coisas.

Para ser possível pedir essa habilitação, é obrigatório que a pessoa já tenha a categoria C há dois anos ou mais, além de ter 21 anos mínimos.

Além disso, aqueles que tiveram infrações gravíssimas ou graves não podem requisitar a CNH E, devendo aguardar que suas multas completem um ano.

Vale dizer que o DETRAN também se atenta às infrações moderadas: no caso de o condutor ser reincidente, essa mudança de categoria será impedida.


Como incluir a categoria E na habilitação?

Existem certas avaliações, como a de Prática de Direção Veicular e também a de primeiros socorros.

Se o motorista que quer mudar a categoria da habilitação fez a sua CNH há mais de 5 anos, ele terá de refazer o curso de Primeiros Socorros, sem contar que também há o módulo de direção defensiva.

Dependendo de qual seja o veículo e a atividade, é possível que o Departamento Estadual de Trânsito requisite outros cursos de atualização.

Quem pode tirar CNH categoria E


Passo a passo para tirar CNH categoria E

Para começar o processo e saber exatamente o que fazer, o motorista tem de fazer agendamento no DETRAN pessoalmente ou com o site. Porém, é preciso que seja na instituição do seu Estado.

Depois do agendamento, a pessoa precisará do Centro de Formação de Condutores, que é onde as aulas referentes àquela categoria serão ministradas.

Vale reforçar que os motoristas deverão ter presença maior que 80% tanto na parte teórica quanto prática e que os dois tipos de avaliação podem, sim reprova-los.

Em vez de ir primeiro ao Departamento Estadual de Trânsito, os motoristas podem escolher primeiro o seu CFC.

Nesse caso, eles devem solicitar que os funcionários os ajudem com relação aos documentos e até que façam o agendamento.

No entanto, o valor que o CFC cobrará é variável, destacando-se que ele é um sinônimo de autoescola.


Custos para fazer CNH categoria E

Há ainda outros custos para quem quer colocar a categoria E em sua habilitação, como os possíveis cursos de atualização: o DETRAN do Tocantins, por exemplo, cobra R$41,00, mas o valor nos outros Estados nem sempre é igual.

A taxa do órgão para emitir a carteira de motorista pode ir até R$ 170,00 enquanto que os retestes são, mais ou menos, R$ 35,00, podendo ser para os testes práticos ou para as provas teóricas.

São duas as formas de exames médicos que os condutores podem fazer: uma delas é incluindo atividade remunerada, além de contar com o teste psicotécnico também, e a outra é sem essa atividade.

No primeiro caso, o valor em Tocantins, por exemplo, é de R$ 268,00 descendo para R$ 142,00 no segundo.

Mais uma vez, cabe lembrar que os outros DETRANs podem cobrar menos ou mais que isso.


Documentos para tirar habilitação categoria E

No caso de o motorista procurar primeiro o Departamento Estadual de Trânsito, ele terá de mostrar comprovante de residência, documento de identidade e a CNH com a categoria C.

A respeito dos documentos de identidade, é bom frisar que apenas três são aceitos: carteira de motorista, RG ou a carteira de trabalho.

Se o cidadão já tinha começado a solicitação de mudança de categoria em outro Estado, será necessário requisitar a documentação.

Isso ocorre bastante com as pessoas que mudaram de residência e que precisam de atendimento em outro DETRAN.


Exames para tirar CNH categoria E

É imprescindível atestar que o motorista tem condições psicológicas e físicas de conduzir.

Na parte psicológica, uma das coisas analisadas é a agressividade, já que ela pode causar uma série de crimes e também atrapalhar a direção.

Nos exames físicos, é preciso avaliar se a pessoa tem perda de consciência ou qualquer condição que impeça o equilíbrio: é o caso da labirintite, por exemplo.

A visão também faz parte das coisas examinadas quando se faz CNH. É importante que as pessoas estejam com o grau dos óculos adequado e que tenham condições de ler placas e identificar outros veículos.

Quem pode tirar CNH categoria E


Pesquisa antes de começar a mudança para a CNH categoria E

Como já se mostrou, a inclusão da categoria E na carteira de motorista tem vários custos e é por isso que a pessoa deve ser atenta quando escolhe a sua autoescola.

É recomendado informar-se com o Reclame Aqui sobre o que os condutores dizem (ou apenas pesquisar com o número do CNPJ) fazendo o mesmo com clínicas que realizam os exames psicotécnicos ou os físicos.

Veja mais informações sobre outros tipos de categorias de CNH:

Links Patrocinados

DetranBR

O DetranBR é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com os Detrans. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o os serviços oferecidos pelo órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *